Novo engenho

Menos de 10% de crianças foram vacinadas contra poliomielite

Com 12 dias de campanha, "Dia D" realizado no Ășltimo sĂĄbado (08) responsĂĄveis ignoram e imunização de crianças e bebĂȘs segue baixa em Campo Grande

Por Jardim MS News em 11/06/2024 às 09:19:34
Reprodução

Reprodução

Com 12 dias de imunização contra a poliomielite, a expectativa da Secretaria Municipal de SaĂșde (Sesau) era de vacinar 61.826, crianças que correspondem ao pĂșblico alvo, entretanto menos de 10% foram imunizadas.

Os responsĂĄveis pelas crianças ignoraram a campanha nacional, o Dia D, realizada no Ășltimo sĂĄbado (08), mesmo com Upas e Shoppings, somente 1.647 crianças foram vacinadas segundo atualizações da Sesau.

A campanha de vacinação contra a poliomielite iniciou no dia 27 de maio e encerra no dia 14 de junho, ou seja, daqui a 19 dias. Durante o sĂĄbado foram sete unidades de saĂșde trabalhando para aumentar o Ă­ndice e mais dois shoppings.

"O Dia D é um estĂ­mulo para quem não consegue levar a criança para vacinar durante a semana possa ter o sĂĄbado como foco, é um sĂĄbado aberto, de festa para atrair a população", disse chefe do serviço de imunização da Secretaria Municipal de SaĂșde (Sesau), Ananda Luz.

Veja os nĂșmeros de sĂĄbado

  • Shopping Norte Sul e Bosque dos IpĂȘs - 338 crianças
  • USF 26 de agosto com - 307

Ainda assim, 61.826 crianças com idades entre um a quatro anos, não receberam a vacina contra a pólio. Com os 19 dias de campanha apenas 5.356 crianças foram imunizadas.

Segundo a chefe do serviço de imunização, a baixa cobertura vacinal, conforme recomendação das autoridades de saĂșde podem ocasionar no retorno da doença no paĂ­s que não teve mais casos desde 1990.

"As pessoas viajam, a gente pode estar de um dia para o outro em qualquer lugar do mundo, a gente tem um risco importante que essa doença volte, a gente tem uma população desprotegida", explica.

Quem deve se vacinar?

  • Crianças menores de cinco anos, devem ser vacinadas seguindo o esquema de vacinação lançado na campanha nacional anual.

Quantas doses são?

A partir de 2016, o Brasil por meio do Ministério da SaĂșde, seguindo a recomendação da Organização Mundial da SaĂșde (OMS) que pretende erradicar a pólio, a vacinação passou a ser em trĂȘs doses:

  • Primeira dose injetĂĄvel - VIP (2, 4 e 6 meses);
  • Segunda dose reforço de gotinha - bivalente – VOP;
  • Terceira dose oral - bivalente – VOP;

O que é a Poliomielite?

A pólio, ou doença da paralisia infantil, é uma enfermidade contagiosa aguda, causa por vĂ­rus que pode infectar crianças e adultos. A contaminação ocorre por contato direto com fezes ou secreções da boca das pessoas que estão infectadas. Em casos graves, a doença pode causar paralisia dos membros inferiores.

Com a intensificação da vacinação, no Brasil, não hĂĄ casos da doença desde 1990.

O que a Poliomielite causa?

  • Problemas e dores nas articulações;
  • Pé torto, conhecido como pé equino, em que a pessoa não consegue andar porque o calcanhar não encosta no chão;
  • Crescimento diferente das pernas, o que faz com que a pessoa manque e incline-se para um lado, causando escoliose;
  • Osteoporose;
  • Paralisia de uma das pernas;
  • Paralisia dos mĂșsculos da fala e da deglutição, o que provoca acĂșmulo de secreções na boca e na garganta;
  • Dificuldade de falar;
  • Atrofia muscular;
  • Hipersensibilidade ao toque.

Na forma paralĂ­tica ocorre:

  • Instalação sĂșbita de deficiĂȘncia motora, acompanhada de febre.
  • Assimetria acometendo, sobretudo a musculatura dos membros, com mais frequĂȘncia os inferiores;
  • Flacidez muscular, com diminuição ou abolição de reflexos profundos na ĂĄrea paralisada;
  • Sensibilidade conservada;
  • PersistĂȘncia de paralisia residual (sequela) após 60 dias do inĂ­cio da doença.

Sintomas

  • Febre
  • Mal-estar
  • Dor de cabeça
  • Dor de garganta e no corpo
  • Vômitos
  • Diarreia
  • Constipação (prisão de ventre)
  • Espasmos
  • Rigidez na nuca
  • Meningite

Fonte: Correio do Estado

Comunicar erro
Marissol

ComentĂĄrios

DM